Liminar determina imediato tratamento de pacientes renais crônicos na Bahia pela rede pública

Liminar determina imediato tratamento de pacientes renais crônicos na Bahia pela rede pública
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
União, Estado da Bahia e Município de Salvador devem promover efetivo tratamento de TRS a pacientes renais crônicos ainda sem tratamento dialítico adequado.
 Em decisão liminar, a Justiça Federal determinou que União, Estado da Bahia e Município de Salvador promovam cadastramento, avaliação e efetivo tratamento de terapia renal substitutiva (TRS) a pacientes renais crônicos ainda sem tratamento dialítico. A liminar desta terça-feira, 18 de abril, acata pedidos de ação conjunta do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) e do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) que apontou deficiências no atendimento a pacientes em todo o estado.

De acordo com a decisão, os entes federativos também devem assegurar a imediata e ininterrupta assistência de TRS aos pacientes renais crônicos em tratamento no Instituto de Nefrologia Diálise e na Clínica Nossa Senhora da Graça, ambos em Salvador. Foi determinado, ainda, deve ser providenciado o cadastramento, a avaliação e o efetivo tratamento dialítico a pacientes aptos a alta e que se encontram internados desnecessariamente.

Em trinta dias da decisão, a União, o Estado da Bahia e o Município de Salvador devem apresentar um Plano Conjunto e Emergencial de Gestão que demonstre a sistemática e o fluxo de absorção da demanda atual e projetada em todo a Bahia, inclusive a relativa aos pacientes das clínicas acima.

A decisão marcou uma nova audiência em 31 de maio de 2016, quando será verificado o cumprimento das medidas judiciais.

Ainda estão sob análise os pedidos do MPF/BA e do MPBA para a execução do Plano de Gestão e para que a União, o Estado da Bahia e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares tomem providências imediatas a fim de que o setor de TRS do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos promova o cadastramento, a avaliação e o efetivo tratamento de 120 pacientes, assegurado o funcionamento em três turnos.

Confira a íntegra da ação.

Número para consulta processual na Justiça Federal na Bahia: 4688-38.2017.4.01.3300.

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na Bahia

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.