Defensoria nomeia 20 defensores públicos para atuar em 14 cidades do interior da Bahia

A atuação nas comarcas começa a partir da segunda quinzena de setembro, dando seguimento à política de expansão da atuação institucional da DPE/BA

Defensoria nomeia 20 defensores públicos para atuar em 14 cidades do interior da Bahia
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Agora a população de 14 cidades do interior da Bahia pode contar com a prestação de serviços jurídicos de mais 20 defensores públicos, empossados popularmente na última sexta-feira, dia 1° de setembro. Foram selecionadas as comarcas mais necessitadas para receberem este reforço institucional, que atende a um plano estratégico de gestão voltado ao fortalecimento da atuação da Defensoria Pública da Bahia – DPE/BA no interior.

Todos os 20 novos membros da Defensoria irão para o interior. O serviço nas comarcas escolhidas começa a partir da segunda quinzena de setembro nas cidades de Alagoinhas (2), Amargosa (1), Barreiras (2), Brumado(1), Eunápolis (2), Feira de Santana (1), Ilhéus (1), Irecê (1), Itabuna (2), Jequié (2), Paulo Afonso (1), Serrinha (1), Teixeira de Freitas(1) e Vitória da Conquista(2).

Conforme o defensor público geral da Bahia, Clériston Cavalcante de Macêdo, este é um importante momento de renovação da instituição, até pela vontade dos novos colegas em contribuir e aproximar cada vez mais a Defensoria do cidadão. “É uma alegria para a Defensoria dispor desses novos membros da carreira, e um momento de responsabilidade pela atuação que eles vão fazer no interior, pois a população está precisando muito deste atendimento”, afirmou o defensor-geral.

Ele explica ainda que o fortalecimento das equipes é fundamental para a ampliação do acesso à justiça aos que mais dela precisam, já que havia déficit de defensores públicos em alguns municípios, dado o tamanho da população em condições precárias e o aumento da procura pelos serviços da DPE/BA.

Defensoria no interior

A coordenadora executiva das defensorias regionais, Soraia Ramos, afirma que os novos colegas estão numa expectativa muito grande para poder contribuir com o crescimento da instituição. Ela acredita que a soma aos defensores já atuantes nas comarcas do interior reforça as unidades e garante a excelência do trabalho. “Ele vão para comarcas onde já existe a Defensoria, vão para agregar”.

Após a posse, em junho deste ano, os aprovados no VII Concurso para Defensor Público passaram por dois meses de treinamento no XVI Curso de Preparação à Carreira de Defensor Público, que foi realizado na Escola Superior da Defensoria Pública – Esdep e se encerrou na última sexta. Conforme a diretora da Esdep, Firmiane Venâncio, o curso preparatório treinou e transmitiu conhecimento teórico e prático de forma ampla aos novos defensores para que estivessem preparados para os desafios da nova carreira no interior ou onde quer que fossem atuar.

A nova defensora pública, Maria Fernanda Bório, natural de São Paulo (capital), conta que sempre morou e viajou entre capitais e só foi ao interior uma vez, na Chapada Diamantina: “Vou animada para o interior porque lá você tem um contato muito mais próximo com a sociedade civil, com as pessoas, você realmente conhece a rotina delas e consegue acompanhar tanto a chegada do problema como a resolução dele ao logo do tempo. Eu acho que a possibilidade de você atender as pessoas de uma maneira direta é muito maior no interior do que na capital”.Fonte:DPE/BA

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta