Enel Green Power Brasil promoverá Cinema gratuito movido a energia Solar nos municípios de Morro do Chapéu, Cafarnaum e Igaporã

Projeto CineSolar, que utiliza energia solar como fonte para as projeções, faz parte das iniciativas inovadoras da companhia

Enel Green Power Brasil promoverá Cinema gratutito movido a energia Solar nos municípios de Morro do Chapéu, Cafarnaum e Igaporã
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Enel Green Power Brasil, por meio da diretoria de Sustentabilidade, promoverá o CineSolar, projeto de cinema itinerante ao ar livre que utiliza energia solar como fonte de energia, no entorno dos empreendimentos em operação, na Bahia. Ao todo, serão realizadas seis sessões de cinema: 12 a 13 de setembro em Igaporã, 14 e 15 em Morro do Chapéu e 16 e 17 em Cafarnaum. A entrada é franca e aberta a todos.

A iniciativa contribui com o atendimento dos requisitos da licença de operação da companhia, oferecendo cultura e entretenimento às comunidades vizinhas, informações sobre o empreendimento na fase de operação e promove educação prática e teórica sobre o meio-ambiente nas escolas para as crianças e professores. Estas ações criam uma atmosfera positiva ao redor do empreendimento e, ao mesmo tempo, é relevante para o relacionamento da EGP com as comunidades próximas à planta. “Pouco a pouco a nossa presença é percebida como um agregador de valor na região e conseguimos fazer isso por meio de atividades interessantes e inovadoras”, ressalta Márcia Massotti, Diretora de Sustentabilidade da Enel no Brasil.

As ações estão alinhadas com os objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU (ODS) n° 04 Educação de Qualidade, através das oficinas ambientais nas escolas, ODS n° 07 Energia acessível e limpa, já que nas exibições dos filmes será utilizada como fonte a energia solar e ODS n°13 Combate às alterações climáticas, pois as emissões de CO2 com o transporte da equipe do CineSolar são compensadas com o plantio de árvores.

“O Brasil tem um incrível potencial em energias renováveis. E por que não se beneficiar no campo do entretenimento, das artes e da cultura? Nosso objetivo é, além de democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, trabalhar com ações sustentáveis que multipliquem a conscientização ambiental e mostrem a força que a energia solar tem por aqui”, diz Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do projeto.

O CineSolar utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público, telão com metragem de 200 polegadas, sistema de projeção e som e até um estúdio de gravação. Quando chegam aos locais de exibição tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas.

Nas três cidades, durante as sessões de cinema acontece também a Eco Estúdio Solar – exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van CineSolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar. Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.

Um dia em cada uma das três cidades acontece também, no período da manhã ou tarde, a Oficinema Solar (Oficina de Cinema), eventos fechados, voltados a alunos de escolas da região. Além de participarem de uma introdução ao audiovisual e de desenvolver um roteiro de cinema, durante a oficina esses jovens produzem um filme curta-metragem, que é exibido à noite, junto com os demais.

Confira abaixo a programação completa do Cinesolar 

Igaporã

Dia 12 de setembro, terça-feira

Local: Escola Municipal de Jardim, à Fazenda Jardim. (Em caso de chuva será realizado na Associação dos Pequenos Produtores de Jardim e Adjacência, também na Fazenda Jardim.)

Programação

Das 9h às 12h – Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado, em cerca de 30 jovens de Escola Municipal de Jardim, à Fazenda Jardim (na Comunidade Rural de Igaporã).

18h –Exibição de curtas-metragens infantis, com a temática da sustentabilidade

19h – Exibição do longa-metragem brasileiro

Dia 13 de setembro, quarta-feira

Local: Praça Bernardo de Brito (Praça da Igreja), à Praça Manoel Joaquim de Azevedo, no Centro. (Em caso de chuva, será realizada no Auditório Municipal Professora Over Vieira – Auditório Municipal – à rua Sargento Valner Fagundes, no Centro.)

Programação

Das 14h às 17h – Reunião de Acompanhamento do Empreendimento, com a Associação dos Pequenos Produtores de Jardim e Adjacências, na Fazenda Jardim (na Comunidade Rural de Igaporã).

18h -Apresentação do grupo teatral do Colégio Joana Angélica, com a peça “A Bela Adormecida”.

18h30 – Exibição de Curtas metragens infantis, com a temática da sustentabilidade.

19h – Exibição do longa-metragem brasileiro.

Morro do Chapéu

Dia 14 de setembro, quinta-feira

Local: Praça Augusto Públio, em frente ao Mercado Cultural. (Em caso de chuva, será no Mercado Cultural, também na Praça Augusto Públio).

Programação

18h – Exibições de curtas-metragens infantis, com a temática da sustentabilidade.

19h – Exibição de um longa-metragem brasileiro

Dia 15 de setembro, sexta-feira

Local: Em frente à Escola Ceciliano Ferreira de Andrade, na Comunidade Lagoa Nova.
(Em caso de chuva, será dentro da escola.)

Programação

Das 14h às 17h – Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado a cerca de 30 jovens, na Escola Ceciliano Ferreira de Andrade, na Comunidade de Lagoa Nova.

18h – Exibições de curtas-metragens infantis, com a temática da sustentabilidade.

19h – Exibição de um longa-metragem brasileiro

Cafarnaum

Dia 16 de setembro, sábado

Local: Em frente à Escola Manuel Loterio José de Souza, na Comunidade de Pedras.
(Em caso de chuva, será dentro da escola.)

Programação

18h – Exibições de curtas-metragens infantis, com a temática da sustentabilidade.

19h – Exibição do longa-metragem brasileiro

Das 14h às 17h – Reunião de Acompanhamento do Empreendimento, na Escola Manoel Loterio José de Souza, na Comunidade de Pedras.

Dia 17 de setembro, domingo

Local: Praça Pedro Guimarães (em caso de chuva será no CRAS)

14h às 17h – Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado a cerca de 30 jovens do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo.

,18h -Curtas-metragens infantis, com a temática da sustentabilidade

19h – Longa-metragem

Sobre a Brazucah Produções

A Brazucah é uma produtora cultural e agência de comunicação que tem como objetivo a formação de público para o cinema brasileiro. Desde 2002 no mercado de cinema, a Brazucah já realizou, em seus diferentes projetos, ações de divulgação para mais de 120 filmes dos mais diferentes perfis, como “Gonzaga – de pai pra Filho”, de Breno Silveira; “Raul – o início, o fim e o meio”, de Walter Carvalho; “Xingu”, de Cao Hamburguer; e “Uma Noite em 67”, de Ricardo Calil.

Como produtora cultural, a Brazucah desenvolve projetos culturais com foco em cinema brasileiro e sua democratização em parceria com organizações, empresas e marcas. Seus projetos em conjunto já realizaram mais de 1500 eventos para um público superior a 200 mil espectadores. Além do Cine Autorama, se destacam projetos como o Cinesolar e o CineB.

Sobre a Enel Green Power

No Brasil, o Grupo Enel, através de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, tem uma capacidade instalada total em renováveis de 1.839 MW, dos quais 670 MW de energia eólica, 279 MW de energia solar e 890 MW de energia hidrelétrica, bem como cerca de 720 MW de capacidade atualmente em construção, dos quais 172 MW eólicos e 541 MW solares.

A Enel Green Power, divisão de Energias Renováveis do Grupo Enel, dedica-se ao desenvolvimento e operação de energias renováveis em todo o mundo, com presença na Europa, Américas, Ásia, África e Oceania. A Enel Green Power é um líder global no setor de energia verde, com uma capacidade gerenciada de 38 GW e um mix de geração que inclui energia eólica, solar, geotérmica, biomassa e hidrelétrica, e está na vanguarda da integração de tecnologias inovadoras, como sistemas de armazenamento, dentro de plantas renováveis de energia.

No estado da Bahia, a EGPB, subsidiária do Grupo Enel, opera atualmente um total de 891 MW de capacidade solar e eólica e está construindo 420 MW de projetos adicionais nessas duas tecnologias renováveis.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.